sábado, 14 de dezembro de 2013

Paper do Francesco Caselli e paper da Sylvana Tenreyo

Fui no seminário internacional da EESP na segunda. Muito bom. Falo aqui de dois papers.

Paper do Caselli: mostra que conflito por recursos naturais é mais provável quanto mais próximo da fronteira estão os recursos, controlando para várias coisas e para efeito-fixo do par de países. Quando os poços de petróleo de países vizinhos estão longe da fronteira, a incidência de conflitos é similar a de dois vizinhos sem recursos naturais. Ou seja, geografia importa para entender conflitos. Só os economistas ainda não tinham pensado nisso com cuidado até agora.

Paper da Sylvana: preços dos imóveis são mais altos --- EUA e UK --- no verão. Uma espécie curiosa de não-arbitragem nesse mercado: por que não esperar um pouco mais? A Sylvana calibra um modelo de search-matching no qual a explicação para o aparente puzzle é um thick-mkt effect: mais gente saindo e vendendo suas casas no verão (férias de crianças, tempo mais ameno) gera mercados mais amplos, o que amplia a variedade de casas à disposição e portanto o valor de cada match. Por isso o preço das casas é maior no verão. E é eficiente essa sazonalidade!

Francesco e Sylvana são casados.

6 comentários:

  1. Married with children?

    ResponderExcluir
  2. Muito bom os dois papers. Só fico imaginando como eles discutem a relação...

    ResponderExcluir
  3. Foi uma indireta. Francesco, teimoso que é, quis comprar a casa no verão passado. Ele não dá ouvidos a Sylvana...

    ResponderExcluir
  4. o resumo do primeiro paper é curioso: pocos de petroleo na fronteira geram conflitos de fronteira. se nao estiverem na fronteira, nao geram problemas de fronteira. é isso mesmo?

    ResponderExcluir
  5. Externalidades positivas (???) devem ser mensuradas nesse tipo de relacionamento. Pelo visto dá certo. Acho que vou começar a rever meus conceitos.

    ResponderExcluir
  6. Esse aqui é muito bom também w19683

    ResponderExcluir