quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Não vou explicar não, senhor Celso Toledo

No seu último post, o senhor toledo pediu para eu explicar decentemente os textos do André Lara e GHB Franco que saíram no Estadão e eu resumi em duas linhas. Ele sugere que assim eu não ajudo o Brasil, um país que segundo ele não tem direita.

Eu não vou atender o pedido do toledo, porque mesmo que a Ana Maria Braga entenda minha explicação dos textos, não vale a pena, eu acho. São textos para nossa elite intelectual, não são essenciais para o eleitor mediano.

Acho que o que nós precisamos é difundir o entendimento de conceitos mais básicos de economia, fazendo isso chegar ao ensino médio. Não me parece que a popularidade do populismo econômico seja apenas uma questão de termos um eleitor mediano pobre. Acho que precisamos entrar na batalha para divulgar os aspectos mais básicos (e importantes) da teoria econômica para o eleitor mediano. Esse é o esforço dos meus livros "Economia Sem Truques" e "Sob a Lupa do Economista", que o senhor toledo ganhou e NÃO leu.

11 comentários:

  1. Comente isso então:
    De preferência usando o fake do AdeB


    https://docs.google.com/viewer?docex=1&url=http://faculty.chicagobooth.edu/john.cochrane/research/papers/zero_bound_2.pdf

    ResponderExcluir
  2. Carlos,

    Esses livros estão na versão kindle?

    ResponderExcluir
  3. cesg, por que vc nao curte o ct?

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o cesg. Mandou mto bem.

    ResponderExcluir
  5. Boa missão esta a sua Dudu.

    Acho importante pararmos de vincular populismo econômico com políticas de esquerda. No mundo de hoje, populismo econômico não tem nada a ver com esquerda, apesar de às vezes ser vendido como tal.

    É possível ser de esquerda, defendendo uma tributação maior para transferir renda e prover serviços sem praticar populismo fiscal, cambial, monetário etc, e ao mesmo tempo consolidar os mecanismos de mercado. Os países nórdicos são exemplo disso.

    Não se pode cair na simplificação de que somente o pessoal de direita tem o monopólio do racionalismo econômico.

    A discussão da racionalidade econômica como você faz, sem atrela-la a visões ideológicas, ajuda na consolidação de instituições econômicas que sobreviverão a governos de esquerda e de direita.

    ResponderExcluir
  6. Creio que o eleitor mediano vai ficar meio bravo se alguem quiser dar uma aula de qualquer coisa que seja num programa de TV.

    ResponderExcluir
  7. Li teus livros CESG. Faz tempo, mas li. A liçao deles que nao esqueço apesar do tempo é que em economia não há magica

    ResponderExcluir
  8. No entanto, nao eh oq acontece. Empiricamente as experiencias puramente ortodoxas sao raras.
    Consirar que seguir os manuais eh a unica alternativa nos tornaremos ideologicos demais, com aplicaçao de menos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unicamp ou UFRJ ?

      Excluir
    2. E vc, mobral ou analfabeto msm?

      Excluir