sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Indique se for capaz

A. Um governo no Brasil neoliberal desde 1930.
B. Um governo no Brasil sem um forte viés esquerdista desde 1930.

Pense bem, para não escrever bobagem.

20 comentários:

  1. E ao menos um candidato com tais atributos? O Estado é babá no Brasil. E todos nós temos síndrome de Peter Pan.

    ResponderExcluir
  2. Castelo Branco (para B)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem criou a correção monetária, Castelo Branco ou Costa e Silva?

      De todo modo, um governo ditatorial não tem um forte viés esquerdista por ser intervencionista? Afinal, fascista o governo não era.

      Excluir
  3. A: não consigo pensar em nenhum.
    B: governo Castello Branco.

    ResponderExcluir
  4. A. FHC
    B. FHC

    - PSTU boy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fanfarrão, pede para sair. Muito boa sua piada.

      Só lembrando o neoliberalismo do FHC:

      1. Financiamento pelo BNDES das "privatizações".
      2. LRF: solução heterodoxa para o excesso de gastos, que caracteriza um governo não neoliberal;
      3. REFIS: Salvar bancos é um política bem neoliberal mesmo, impressionado.
      4. Petrobrás.
      5. Banco do Brasil e Caixa Federal: Para que dois bancos públicos? Nosso que neoliberalismo na carne.
      6. BNDES: neoliberal até não querer mais!!!
      7. Aumento paulatino e firme da arrecadação de impostos ao longo do tempo. Estado maior é neoliberal, e eu não sabia.
      8. Controle cambial até 1999: neoliberal?

      Isso aí, FHC não tinha forte viés esquerdista.

      Excluir
  5. Porra o Castello Branco introduziu o Capitalismo no Brasil ( que saiu de cena 2 generais depois)

    O Café Filho colocou um pessoal muito bom na equipe econômica .... talvez seja um liberal

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Quem é A e quem é B?

      Dutra não gastou todas as reservas?

      Não sei, pode ser.

      Excluir
  7. Respostas
    1. Ditatura é neoliberal?

      Como compatibilizar um estado ditatorial com políticas que supostamente pregam o estado mínimo, o liberalismo, etc.?

      Excluir
  8. Primeira pergunta, qual a sua concepção de neoliberalismo?
    Achei que esse termo fosse relinchado pela academia séria.

    Segundo,
    "Rodrigo De Losso11 de outubro de 2013 21:32
    De todo modo, um governo ditatorial não tem um forte viés esquerdista por ser intervencionista? Afinal, fascista o governo não era."

    Você está de brincadeira né????
    Meu deus... não achei q fosse ouvir tanta besteira de um professor da FEA..
    De Losso, acho melhor você não se aventurar por campos estranhos ao seu conhecimento (história econômica) e continuar nos seus modelos de séries de tempo/finanças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo12 de outubro de 2013 10:48.

      Minha concepção está num outro post meu, só procurar.

      Fiquei realmente extasiado em saber que tem gente que acredita que professor da FEA não erra. Realmente isso não uma brincadeira, notadamente quando o tema é livre, sem compromisso com a precisão. Afinal, professor da FEA está proibido de fazer empreender uma discussão informal, né?

      O que sei de Ciência Política? Nada. Escrevi o post, porque achei engraçado ler que havia um livro do Emir Sader discutindo os governos pós-neoliberais, Lula e Dilma, como se tivesse havido algum neoliberal, seja lá o que isso signifique.

      Mas, ilumine-nos com sua sapiência. Esclareça-nos por que falei besteira.

      Excluir
  9. Acho que só o governo Café Filho pode ser considerado liberal. O grande Eugênio Gudin foi ministro e, se não me falha a memória, ele cortou os gastos em cerca de 1/3.

    ResponderExcluir
  10. Em regra, países economicamente desenvolvidos são democráticos. Em regra, países totalitários são subdesenvolvidos. Se há exceção a essas regras, não me consigo lembrar agora.

    Os países desenvolvidos confundem-se com governos chamados de neoliberais pelos esquerdistas. Os maiores exemplos são: EUA, Inglaterra e Alemanha.

    Acho que numa lógica troglodita dá para concluir que países totalitários não praticam o neoliberalismo. É uma correlação. Talvez seja por que a livre iniciativa, pressuposto liberal, seja incompatível com restrição de liberdades, como é o caso de regimes totalitários. Sei lá... o que sei de Ciência Política? Nada.

    Considerando que a ditadura militar do Brasil manteve forte controle econômico. Discutivelmente, o controle econômico é típico de regimes totalitários esquerdistas, logo os governos militares têm um viés econômico d esquerda. Alguns chamam de nacionalista, outros, desenvolvimentista.

    Onde está a besteira? Não sei.

    Sei que o anônimo de 12 de outubro de 2013 10:48 diz que é, mas não explica por quê. Talvez ache que seja óbvio. Se é óbvio ou não, cabe-lhe explicar, em vez do argumento ad hominem.

    ResponderExcluir
  11. O intervencionismo/controle é de esquerda? O governo beneficiando empresários e setores é esquerda? Governo controlando diretamente preços é de esquerda? Mas FHC desfez um pouco isso tudo, não conta?
    O FHC aumentou a carga tributária com aplausos do mercado. Bem como a LRF e o Proer. Seria isso de esquerda? Não acho. Deveríamos ter tido a Thatcher, mas tivemos Collor. E o FHC foi o nosso Blair. A Dilma é o Getúlio..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É.
      É.
      É.
      Conta pouco. BNDES, Caixa, BB, Banco do Nordeste, Correios, Petrobrás, monopólio na aviação civil, etc. tudo isso continua.
      Sim, seria. LRF porque é uma medida essencialmente heterodoxa. Uma política econômica ortodoxa não precisaria disso. Sobre o PROER, um política econômica ortodoxa deixaria os bancos todos irem à falência.

      Finalmente, a evidência máxima é o prórpio FHC se autodeclarar de esquerda. Está no livro dele e em entrevistas. Não deve ser difícil encontrar.

      Quer saber o que é uma política econômica ortodoxa neoclássica? Chile.

      Excluir