sábado, 24 de maio de 2014

Econ & Adm

Trecho de entrevista do professor Paulo Feldmann, do Departamento de Administração da USP:
(...) nós somos um dos únicos países do mundo que tem curso de Administração a nível de graduação. Inclusive, eu dou aula em um deles. Mas, se você pega países como Alemanha e Japão, não existe curso de Administração a nível de graduação. Fulano tem que fazer Economia. Se ele quer trabalhar com empresa, ele faz Economia e depois uma pós-graduação ou um MBA. Na maior parte dos países desenvolvidos é assim. E nós do Brasil criamos o curso de Administração. E fizemos, na minha opinião, uma coisa errada, porque, quando criamos o curso de Administração, separamos o curso de Economia. Eu não sou economista, sou engenheiro, e fiz mestrado e doutorado em Administração - mas eu acho que a parte mais importante na formação de um administrador é a parte de Economia, é a teoria econômica. A principal fundamentação teórica que um administrador deve ter está na Economia. Então, o que acaba acontecendo no Brasil é que não estamos formando bons administradores, pois estamos formando administradores sem uma base de economia, e isso é uma falha grave, na minha opinião. Isso não ocorre em países importantes como a Alemanha e o Japão, por exemplo.

16 comentários:

  1. Bom, na Espanha também é igual que no Brasil. Mas a Espanha não deveria ser um exemplo para quase nada, exceto no âmbito culinário e talvez no futebol.

    ResponderExcluir
  2. Fiz adm (gv), me formei e estou fazendo econ. Ainda bem que fiz adm após ter experiência profissional: como "ensinar" gestão a crianças que nunca tiveram experiência nem como office boy?? Adm não deveria ser curso de graduação em lugar algum do mundo.

    ResponderExcluir
  3. Vish, esse comentário gerou o maior fuzuê no grupo de alunos fa FEA no féice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Copia os posts aqui, p favor.

      Excluir
    2. Uma amostra:

      "Ate hoje os contabilistas tentam colocar o "C" nas iniciais da FEA. Se acabasse com o curso de administracao viraria "FE" e ficaria melhor"

      "Como se MBA formasse bons administradores... Como se a Administração se limitasse ao seu braço econômico ou como se todas as dinâmicas das relações entre os stakeholders de uma organização fossem explicadas pelas teorias econômicas...

      Intrigante mesmo é ver a relação de causa e efeito do professor para propor uma solução: se um bom curso de administração, na sua concepção, precisaria de uma base econômica mais forte, então a solução é acabar com o curso de Administração - e não fortalecer o estudo da Economia. Agora, o mais curioso de tudo é um professor da FEA defender a importância do estudo de Economia dentro do curso de Adm, enquanto a coordenação do mesmo curso implementa uma nova grade curricular com ainda menos disciplinas de Economia."

      "Pelamor, Feldmann defecando litros pela boca quando fala de administração.
      Muita vergonha dos (futuros) administradores que deram like nesse post."

      "Vou lançar uma ainda maior: pra mim o erro esta na própria existência da universidade como instituição e nas reservas de mercado - também conhecidas como "associações de classe", ou guildas se você for pré-moderno..."

      "Embora a criação do curso de graduação administração não seja consenso em muitos países, não podemos negar nem diminuir o valor que o curso tem gerado na formação de profissionais com visão e habilidades gerenciais que permitem transformar as organizações modernas sejam elas públicas e privadas, algo que o curso de Economia, embora excelente, não me proporcionou. A questão mais relevante na discussão dos cursos de graduação não é questionar a sua existência, mas identificar se existe a preocupação em formar cidadãos conscientes do seu papel de agente de mudança." [zzzzzzzzzzzzzzz.... esses foram comentários de uma outra professora, cujo nome preservarei]

      "E acrescentaria, ainda, que a preocupação da Profa. com a formação "cidadã" dos graduandos de administração deveria ser extendida para o curso de economia, que também sofre de vários males apontados até agora."

      Excluir
  4. Respostas
    1. ...por favor

      Tá no fim da post, logo depois de Fonte

      Excluir
    2. Desculpe se fui mal-educado, não foi a intenção.

      Estava pedindo o link das postagens do feiçibúqui (por favor).

      Abs

      Excluir
    3. "Desculpe se fui mal-educado, não foi a intenção."

      Ninguém vê sua intenção jovem. Peça "por favor"; S-E-M-P-R-E.

      Garanto que sua boca não vai cair e evitará que você passe por alguém criado por orangotangos incapaz de falar um simples "por favor" depois de um pedido.

      Excluir
  5. Ele faz muitas comparações com os EUA, mas lá não há bacharelado de business administration?

    ResponderExcluir
  6. No Reino Unido também existe graduação em adm (management pra eles)

    ResponderExcluir
  7. Se deve ter ou adm na graduação eu não sei. Mas sei que eles são bem colocados no mercado, tem boa empregabilidade e saem ganhando, em média, mais que um formado em economia. E agora, qual a opinião dos senhores paladinos do livre mercado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa estudar economia. Talvez aprendesse que essa diferença de salário, mesmo que verdadeira, provavelmente nada tem a ver com o fato de ser graduado em adm ou econ., já que um curso ensina pouco de muito (econ) e o outro ensina muito de nada (adm).

      Excluir
    2. Falou muito e não disse nada. Se você considerar que o salário pago é igual ao produto marginal do trabalho, então um recém-formado em administração, em média, é mais produtivo que um em economia.

      Por outro lado, como o tempo na graduação é o mesmo, o retorno do capital humano produzido pelo curso de administração é maior.

      Mas dizer que o outro precisa estudar é mais fácil do que criar um argumento menos imbecil do que "pouco de muito, muito de nada".

      Excluir
  8. Concordo que um curso de graduação inteiro de Administração é contraproducente, mas discordo da ênfase dada pelo professor à necessidade de se estudar Economia na graduação para ser um bom gestor. Acho que o importante é o aluno ter uma base científica sólida na graduação, e isso pode ser obtido em qualquer área que seja de fato científica, e não meramente prática. Isso inclui as Engenharias, as Exatas, as Biológicas e todos as Ciências Sociais que usam o método científico. Depois de graduado e com alguma experiência no mercado de trabalho, aí sim o aluno estará apto para estudar administração.

    ResponderExcluir